SITECH Brasil fomenta construção de parques de energias renováveis

Edição: 
Nº 59

SITECH Brasil fomenta construção de parques de energias renováveis

Tecnologia da empresa gera rapidez, segurança, qualidade e economia em mercado crescente

Cerca de 75% da matriz energética brasileira é produzida através de hidrelétricas, mas outras fontes de energias renováveis são cada vez mais exploradas, com investimentos crescentes. Segundo o Atlas Eólico Nacional, o Brasil é o país com a maior capacidade de produção de energia eólica da América Latina e do Caribe e a região Nordeste é a que possui maior potencial para produção de energia por meio dos ventos. A SITECH Brasil possui tecnologia e soluções customizáveis para automação e integração de sistemas nas fases de implantação de parques de energias renováveis, reduzindo o risco de acidentes e aumentando a previsão e controle de execução das obras.

A tecnologia pode ajudar na construção de parques de energias renováveis de diversas maneiras, como explica Vanderlei Zermiani, Coordenador Comercial SITECH Brasil: “Identificar e utilizar a tecnologia de forma correta, antes mesmo de iniciar as obras de implantação, já traz benefícios. Um levantamento topográfico bem-feito, com ferramentas de última geração, torna as atividades topográficas muito mais rápidas e eficientes, resultando em economia de recursos.”

Com uma boa topografia como base, os softwares são capazes de ajudar na execução e planejamento das etapas seguintes, como terraplenagem, implantação dos perfis solares e construção de acessos para as plantas de energia eólica.

“Utilizando a tecnologia certa no momento correto, é inevitável o ganho em rapidez, segurança, qualidade e economia na implantação dos sistemas, sejam em fazenda solares ou parques eólicos”, destaca Vanderlei Zermiani.

 

Soluções de ponta

A SITECH Brasil se preparou para atender o mercado de construção de parques de energia renováveis. A empresa trabalha apenas com soluções de ponta, reconhecidas a nível mundial, para tornar o processo de diversas etapas das obras muito mais rápidas, seguras e econômicas.

“Cada obra tem suas próprias características e o construtor, seu próprio perfil e maquinário disponível. É justamente aí que entra nossa consultoria, identificando os pontos que mais se beneficiarão da tecnologia, buscando sempre o melhor retorno de investimento”, afirma Vanderlei Zermiani.

O coordenador da SITECH Brasil se refere a ações como a análise, identificação e correção de problemas de design de projetos antes da execução, passando pela topografia, processamento de imagens aéreas, automação de implementos de máquinas e integração das informações das diversas frentes (topografia, máquina e seção técnica).

 

Tecnologia consolidada no mercado

Impulsionado por benefícios de menor impacto ambiental e social, o investimento em energias renováveis tem tido um crescimento exponencial no país. “Além da SITECH ter soluções para implantação das plantas hidrelétricas, voltamos também esforços para auxiliar os construtores de parques solares e eólicos a controlar e economizar no seu processo construtivo, através do uso de tecnologias já consolidadas no mercado mundial”, afirma Zermiani.

Para desenvolver soluções customizáveis e de alta precisão na construção de parques de energias renováveis, a SITECH conta com oficinas e laboratórios próprios no Brasil. “Além de contar com equipes técnicas devidamente treinadas e certificadas pelos fabricantes, temos ainda um centro de serviços e reparos completo no Brasil, pronto para dar a devida manutenção nas tecnologias de nossos clientes, não sendo necessário envio de nenhum componente para reparos fora do Brasil”, destaca Zermiani.

 

Canais de suporte

A SITECH, informa o coordenador, tem canais de suporte técnico on-line, presencial ou telefônico e também conta com estoque e distribuição de peças no Brasil. “Desta maneira, conseguimos cercar a operação de nossos clientes, através de treinamentos, boas práticas, consultoria especializada, suporte e peças, tudo para garantir uma operação tranquila e sem dificuldades logísticas”, finaliza Vanderlei Zermiani.

 

TECNOLOGIA (SITECH)