Mineração digitalizada e sob medida

Edição: 
Nº 59

Mineração digitalizada e sob medida

Sotreq é vanguarda na revolução tecnológica da chamada Mineração 4.0, com a SITECH e a Radix provendo as melhores soluções na digitalização do setor

A Sotreq se posiciona como líder na oferta de máquinas às mineradoras, mas sua atuação também é de vanguarda na tecnologia que demanda da chamada Mineração 4.0. Com a SITECH e a Radix, duas empresas do Grupo Sotreq, vem promovendo a transformação digital do setor. Há mais de dez anos criou a área de Continuos Improvement (CI), responsável pela implantação das principais tecnologias utilizadas nas minas.

“Várias mineradoras já descobriram as vantagens do CI, ou Melhoria Contínua”, afirma o diretor de Tecnologia e Eficiência Operacional da Sotreq, João Santos. “A Sotreq tem um time capacitado, com know-how na utilização dos ativos do cliente, para dar assistência às operações em busca de eficiência”, acrescenta.

Ele explica que a digitalização da exploração de minérios, em busca de ganhos operacionais, redução de custos, segurança e a emissão de poluentes, é uma tendência. O portfólio da Sotreq permite a customização de soluções segundo as necessidades dos clientes, em projetos especiais que a empresa desenvolve com o mercado.

Com a área de CI, criada em 2008, a Sotreq vem obtendo resultados excelentes com redução de custos por tonelada produzida e otimização nos processos produtivos das mineradoras, avaliando cada etapa das operações.

“Os serviços prestados pelos nossos consultores permitem o melhor aproveitamento das máquinas e equipamentos, gerando economia no uso de pneus e combustível, além de ganhos na produtividade”, diz Santos. Ele lembra que toda essa tecnologia leva em conta o Plano Nacional de Mineração, originalmente previsto para 2030, mas que o Ministério de Minas e Energia quer implantar já em 2023. Entre outros pontos, o programa aborda a economia mineral, sustentabilidade no setor, expansão em novas áreas e a imagem da mineração perante à sociedade.

 

Soluções com o MineStar

Por meio das empresas Radix e SITECH Brasil, a Sotreq oferece soluções em tecnologia desenvolvidas sob demanda para cada operação, aumentando a produtividade e mitigando riscos. A Radix trabalha com softwares de Inteligência Artificial, como o SotreqLink, plataforma de análise em tempo real das máquinas. Já a SITECH desenvolve sistemas de precisão, controle remoto e integração tecnológica, criando operações semiautônomas.

Entre os principais produtos desenvolvidos pela Caterpillar no setor está o MineStar, conjunto de sistemas de tecnologia que conta com cinco módulos e pode atuar de forma individual ou totalmente integrado. “Entre esses sistemas, o Detect contempla um radar e câmeras que auxiliam o operador a manobrar os equipamentos e um sistema que utiliza câmera embarcada e poderosos algoritmos para identificar a fadiga do operador e emitir alertas dentro da cabine”, conta o gerente de Tecnologias de Mineração, Bruno Peixoto. 

Ele destaca ainda o Terrain, GPS de alta precisão para auxiliar os operadores a executar um plano de trabalho utilizando um monitor embarcado como orientação. “Desse modo, elimina-se a necessidade de equipes de suporte para trabalhos de demarcação de terrenos e retrabalho”, diz. O sistema está disponível para perfuratrizes, tratores de esteiras, motoniveladoras, carregadeiras de rodas e escavadeiras hidráulicas.

Um dos mais avançados sistemas de controle de produção e despacho de mina, o Fleet entrega todos os controles e indicadores necessários para gerenciar a operação da mina e obter de forma automática os indicadores de produção e manutenção. Associado ao Health, o sistema permite obter dados em tempo real da condição de funcionamento dos equipamentos e gerar indicadores e tendências para a gestão da manutenção.

 

Operações remotas 

Já o Command se baseia no controle remoto de equipamentos como tratores de esteiras e perfuratrizes, além de disponibilizar cabines de operação remotas que podem ser conectadas em rede Wi-Fi e controlar os equipamentos a partir de grandes distâncias, preservando a segurança do operador. “Os caminhões de mineração podem utilizar essa tecnologia e operar de forma totalmente autônoma e integrada com os demais equipamentos do site, de modo a atuar de forma complementar aos demais produtos MineStar nos equipamentos tripulados”, afirma Peixoto.

Segundo ele, esse sistema já se provou totalmente seguro e atualmente está instalado em 13 minas no mundo, com 380 caminhões autônomos. “No Brasil, contamos com um Site que opera 13 caminhões 793F autônomos desde 2015. A operação é considerada um sucesso, sem nenhum acidente. O sistema também está disponível para a automação de perfuratrizes e pode ser totalmente integrado com os demais equipamentos na mina”, observa Peixoto.

 

Trolley: economia e produtividade

Presente em megaoperações de mineração, a Sotreq também oferece um novo sistema para caminhões, visando performance e redução de emissões. O Trolley Cat permite a minimização das emissões de carbono, uma redução nos custos de combustível e mais velocidade em inclinações, gerando aumento na produtividade.

 “O sistema Trolley se encontra disponível para os três caminhões de mineração de acionamento elétrico: 794 AC, 796 AC e 798 AC. A introdução comercial da tecnologia se deve a um projeto piloto realizado com quatro caminhões 795F AC, na Suécia”, conta o gerente de Eficiência Operacional, Bruno Salomão.

“O sistema de trole reduz significativamente a emissão de poluentes por meio da conexão direta do caminhão na rede elétrica durante a parte mais exigente do ciclo de trabalho do caminhão. Assim, um caminhão de 320 toneladas economiza até 40 litros de combustível por hora. Os custos da operação são reduzidos em mais de 90%”, afirma Salomão.

Segundo ele, a tecnologia também aumenta a produtividade, operando com aumento de até 100% na velocidade em inclinações. Totalmente integrado à máquina, o Trolley traz os benefícios do desempenho otimizado e da facilidade de manutenção do sistema para o 794 AC. O sistema ainda oferece relatórios customizados sobre a performance dos equipamentos.

 

Sustentabilidade

Com a evolução tecnológica e a necessidade de trazer produtos e soluções alinhadas com a necessidade de ganho em produtividade e com baixo custo operacional para mineração, a Caterpillar desenvolveu seu Caminhão de Mineração Diesel Elétrico de 320 toneladas. O veículo vem equipado com todo o trem de força Cat, desde motor e alternador até roda motorizada, garantindo qualidade e eficiência, além de ter um elevado índice de intercambialidade entre os componentes da frota Cat.

Em minas cujo trabalho apresenta a necessidade de reduzir o consumo de diesel e a emissão, a Caterpillar conta com o sistema DGB (Dynamic Gas Blending™) para os Caminhões de Mineração Mecânicos.

 

MINERAÇÃO