Filtros CJC® elevam confiabilidade da perfuração nos campos de petróleo

Edição: 
Nº 65

Filtros CJC® elevam confiabilidade da perfuração nos campos de petróleo

Aumenta procura pelo sistema de filtragem, que estende a vida útil dos equipamentos offshore

A utilização dos sistemas de filtragem offline CJC® no segmento petrolífero está cada vez mais comum, uma vez que aumenta a confiabilidade dos ativos e estende a vida útil dos equipamentos da operação offshore como um todo. A Sotreq tem percebido o aumento na demanda neste segmento, o que reforça a eficiência do produto, já constatada por outros setores, como o da mineração. 

“O mercado já conhecia a importância, mas não priorizava a filtragem. Agora, com a redução das diárias das sondas de perfuração, um dos objetivos das empresas é reduzir os custos operacionais e estender a vida útil para poderem operar por mais tempo”, diz Robert Klen, consultor da Sotreq. 

Recentemente, a Sotreq fez uma entrega importante de um conjunto de solução CJC® Desorber D10 Combi a uma empresa petrolífera. Robert explica que o conceito de filtragem offline é similar ao utilizado em outros segmentos como o da mineração, mas que o princípio de funcionamento e os objetivos são diferentes, levando em consideração as limitações da operação em campos de petróleo em alto-mar.  

 

Remoção de água do óleo 

O principal objetivo na utilização do CJC® Desorber é a separação e remoção da água do óleo por um processo patenteado chamado de dessorção, que injeta ar desidratado no óleo aquecido, capturando a umidade e mantendo o óleo em baixíssima concentração de água mesmo com o ingresso constante. 

Em um dos clientes, os sistemas de filtragem offshore foram instalados nos propulsores azimutais de duas sondas de perfuração offshore. Os propulsores ficam submersos na água do mar e possuem em seu interior uma série de engrenagens que são lubrificadas a óleo. Um sistema de selagem protege o propulsor, porém, caso haja a falha do selo mecânico, a água do mar pode ingressar neste óleo, causando danos aos componentes do propulsor. 

Os clientes normalmente adquirem os sistemas de filtragem com o objetivo de resolver um problema existente, mas ficam tão satisfeitos com a solução que acabam optando por instalar sistemas fixos em todos os propulsores. 

“O filtro Desorber já é tradicional para este tipo de aplicação, pois já é de conhecimento dos clientes que os selos mecânicos dos thrusters (propulsores) das embarcações falham antes da docagem planejada. Por isso, diversos clientes instalam o Desorber de maneira antecipada, sabendo que quando falhar terão o filtro removendo a água até terem tempo para docar novamente e corrigirem a falha”, explica o consultor da Sotreq. 

 

Filtro CJC® HDU 

Como o Desorber remove a água a nível molecular, o sal da água do mar permanece no óleo lubrificante, o que pode ser identificado por meio de análises de óleo, através da alta presença de sódio. Entra em jogo então o sistema de filtragem de modelo HDU 27/27, que é instalado em paralelo ao Desorber, removendo o sal que está no óleo como uma partícula. 

“Adicionalmente, mesmo sem a existência da falha no selo mecânico e o ingresso de água nos thrusters, o sistema de filtragem CJC® Desorber Combi remove as partículas provenientes do desgaste natural e contaminantes que ingressam no óleo, auxiliando o aumento da vida útil destes propulsores, seus componentes, aumentando também a vida útil da carga aditiva e, ocasionalmente, reduzindo a necessidade de trocas constantes de óleo”, ressalta Robert. 

 

Instalações e manutenção 

Os sistemas de filtragem CJC® podem ser instalados em diversos equipamentos de sondas de perfuração, embarcações de apoio offshore e até mesmo os modernos FPSOs, em aplicações como motores diesel, compressores, turbinas, HPUs, Top Drive e Draw-Works, guinchos e qualquer outro equipamento que utilize óleo lubrificante ou hidráulico. 

Os sistemas de filtragem offline são simples, porém referência em eficiência, além da pouca necessidade de manutenção preventiva e alta vida útil. Assim, explica Robert, o pós-venda é basicamente a substituição dos elementos filtrantes conhecidos como insertos. Além disso, devido à simplicidade, as manutenções preventivas são quase sempre realizadas pelo próprio cliente. 

 

ÓLEO E GÁS